GRAVAÇÃO DO CAMARONES: AÇÃO

Depois de perder algumas horas discutindo, afinando e preparando o terreno para começar as gravações decidimos que estava tudo pronto. Na sexta, um pouco antes do meio-dia, começamos a registrar os takes de bateria.

Se sequência da ação era básica. Dávamos uma tocada em duas músicas, fazíamos os ajustes finais e gravávamos. Esse processo durou oito horas e finalizamos dez baterias no primeiro dia de takes. Aiunda não sabemos se vamos refazer algum take, até agora todos foram aproveitados.

Ontem, com as baterias já no HD começamos a colocar os instrumentos. Para cada música fizemos o processo de por as guitarras e depois arrematar tudo do baixo para fechar. Também passamos o dia todo nessa atividade e conseguimos fazer todas as bases e arranjos de cinco músicas, faltando só a parte de teclados e efeitos (que deveremos colocar hoje).

A ideia é que hoje terminemos tudo e na terça começemos uma nova sessão de ensaios para registrar mais duas ou três músicas. O disco “Espionagem Industrial” do Camarones Orquestra Guitarrística é patrocinado pelo Programa Petrobrás Cultural 2011.

Veja fotos dos bastidores da gravação aqui e acompanhem em vídeos todo o processo de composição e gravação do disco aqui.

Esta entrada foi publicada em Noticias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta