COMO FOI? TOUR CAMARONES – NATAL, CAMPINA GRANDE, JOÃO PESSOA E MANAUS


Camarones em Jampa por Rafael Passos!

Depois de cumprir datas em São Paulo, a tour do Camarones tinha novos desafios pela frente, voltar ao Nordeste e reafirmar laços com cidades vizinhas e curtir uma aventura no Norte do país. A primeira pauta foi aqui mesmo em Natal.

A missão era se apresentar no Cena Aberta e principalmente gravar a ultima parte do nosso DVD (que já era para ter saído) usando a Casa da Ribeira como cenário. Num dia de público bem pequeno – mas honesto para uma terça -, aproveitamos para fazer um show diferente e cuidadoso para registrar o trabalho. Ficou bem legal e Kaká, Foca e Ana já estão trabalhando para que isso vá pro ar bem rápido. O Hey Apple também tocou junto conosco e prometem um disco para muito breve.

Na sexta a missão era tocar em Campina Grande e curtir o friozinho da bela cidade paraibana. Muito bem recebidos pelo Luiz da banda Fuzzíveis, chegamos cedo e fomos direto pro Vitrola, um local relativamente novo e que tem recebido boa parte dos shows autorais da cidade nos últimos tempos. Espaço pequeno, deve caber umas 200 pessoas ao todo. Foi um show lindo, naquela esquema “tocando no chão”, quando é assim o show do Camarones rende muito. Tava absurdamente lotado, dentro e fora do espaço é foi uma noite excelente. Aproveitamos para reencontrar os amigos do Sex On The Beach e reafirmar novas amizades com as bandas e fãs de música campinenses. Muito massa!


Galera de Campina pegou camiseta no Merchand e já tirou foto para nós. Valeu turma!

Domingo, voltamos à Paraíba, desta vez com destino a João Pessoa para nos apresentar no Pogo Pub, reduto underground da cidade, capitaneado pelo pessoal da Otimismo, selo e produtora. Nosso companheiros de noitada eram o Tesla Orquestra e o Red Butcher, duas bandas com quem já tocamos juntos e que temos bastante empatia. Umas 70 cabeças circundavam o local e o clima de domingo a tarde estava muito bom no Varadouro, bairro histórico de João Pessoa que abrigava o evento. Demos uma carona de Natal para Jampa para a cantora paulista Andréia Dias que ficou para nos assistir. Muita gente entrou para nos ver, o pequeno espaço deixa o som alto e com pressão e mandamos bala num set curto (não dormimos lá, voltamos para casa após o show). Fim da perna paraibana.

 

Dois dias de descanso e quarta de madrugada já estávamos de volta ao aeroporto. A missão era show e palestra em Manaus dentro da programação do Amazonas Rock a convite do pessoal do Coletivo Difusão e do Fórum Permanente de Música do Estado. Chegar em Manaus para quem não curte avião não diverte. São seis horas de vôo com direito a um pequeno chá de aeroporto em Brasília. Saímos de Natal às 6h e chegamos na capital do Amazonas às 14h.

Uma van a nossa disposição estava a nos esperar no desembarque e fomos pro excelente Da Vinci Hotel comer e guardar as coisas. Todos estavam na fissura de aventuras e de conhecer logo o centrão da cidade, o rio, os teatros e tudo o que envolve a imensa mítica em torno da cidade. Manaus é tudo aquilo que imaginávamos e um pouco mais. O Brasil é mesmo um país abençoado.


Teatro Amazonas

Nas andanças pelo centro descobrimos um cartaz de show que iria rolar naquele dia, chamado Guaraná com Rock e ficamos com ideia fixa de tentar armar uma data extra por lá. Smartphones em ação, fuça o facebook, google, myspace e conseguimos finalmente achar dois ou três telefones. Com a cara de pau de quem quer muito alguma coisa ligamos no esquema “oi você não me conhece mas sou de Natal, tenho uma banda e estou aqui off hoje…”. Para a nossa surpresa as bandas que iam se apresentar nos conhecia e abriram espaço para nosso show emprestando equipamentos, amps, ferragens e tudo mais. Corremos para divulgar o show surpresa, fomos agitando o rolé e mais de 150 pessoas apareceram num ótimo pub quarta a noite em Manaus para ver os shows,  parece bom né? Foi excelente e vendemos muito merchadising. Obrigado ao Emir e aos Coyotes pela força!

Um pouco antes disso tudo, assistimos como convidados a noite de abertura do Amazonas Rock no INACREDITÁVEL Teatro Amazonas, um dos maiores equipamentos culturais que já vimos na vida em loco.

Mal amanheceu e já partimos de novo para explorar a cidade, uns foram ao centro atrás de compras e de artesanato (um vício de quase toda a banda) e outros foram para reuniões e relações públicas com os produtores do Amazonas Rock. Perto das 16h já estávamos no Teatro da Instalação para passar som pro nosso show e para uma palestra sobre gestão de carreiras que estava prevista na programação. Seguindo a produção impecável do festival, percebemos que cada item do nosso rider (nem de longe exigimos o que tem escrito lá, mas temos um para ocasiões especiais) estava fielmente cumprido e que era certeza de um show tecnicamente perfeito.

Com todos os equipamentos top e uma equipe prestativa não demorou nem 30 minutos para passarmos tudo. Às 18h30 Foca começou sua fala sobre banda, carreira, gestão , prioridades e anseios. O teatro foi enchendo e quando começamos o show já estava com praticamente todos os espaços preenchidos. Foi lindo tocar e foi lindo no final perceber que QUASE TODO MUNDO que estava no show pegou algo do merchadising.

Nosso muito obrigado ao Coletivo Difusão, Fórum de Música e entidades culturais do Amazonas pelo convite, esperamos ter correspondido a altura do tratamento que recebemos por aí. Agora é lavar a roupa, colocar para secar e devolver para mala. Serão duas semanas entre Uruguai e Argentina. Contamos tudo mais adiante! Até lá!

QUER TOCAR NESSES LUGARES, LÁ VAI OS CONTATOS!
Natalwww.casadaribeira.com.br
Campina Grande – Luiz Alvez (Fuzziveis)http://www.facebook.com/profile.php?id=100001445344030
João Pessoa – Diogo Galvão (Pogo Pub)http://www.facebook.com/galvao.diogo
Manaus – Coletivo Difusãohttp://www.facebook.com/coletivodifusao

Esta entrada foi publicada em Noticias. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta